Pedra de Toque no ar

A maneira como entraram em contato com a linguagem e a forma como se relacionam com ela são a tônica do programa Pedra de Toque – A poesia contemporânea brasileira, produzido e apresentado pelo jornalista e também poeta Ademir Assunção, e disponível no site do Itaú Cultural. O programa possui 15 edições até aqui, cada uma com 30 minutos de duração, resultantes de entrevistas realizadas com poetas de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Entre os entrevistados, figuras conhecidas como Arnaldo Antunes e Alice Ruiz, e algumas pérolas escondidas da nossa literatura, como Sebastião Nunes, o autodenominado “ex-poeta” que vive recluso em Minas Gerais, ou o carioca Geraldo Carneiro, de quem nunca ouvira falar e sei que só eu perco com isso.

Se as coisas ocorrerem segundo o entusiasmo do entrevistador, mais 100 edições devem ser produzidas em 2009, e diante disto é preciso destacar que o registro dos depoimentos e o esforço de mapeamento da produção contemporânea de poesia não serão os únicos motivos de celebração. Há vários anos Ademir se mantém distante do front do jornalismo cultural, e o mínimo sinal de retorno parece um bom motivo pra comemorar. Logo que o conheci, Ademir me enviou por email meia dúzia de textos que havia publicado em jornal durante os anos 80. Ainda hoje os guardo, e mesmo isso e a notícia de que ele reuniu boa parte daqueles textos num volume à espera de editor não me deixam menos enfático quanto ao quão bacana é o seu retorno.

[Reuben da Cunha Rocha.]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *