BaixaCultura

[Curso] A CULTURA É LIVRE: UMA (BREVE) HISTÓRIA DA RESISTÊNCIA ANTIPROPRIEDADE (12 a 20h)

Desenvolvida e propagada como ideia nos anos 1990, a cultura livre se alimenta diretamente do conceito de software livre e do copyleft, mas sua história começa muito antes da internet e das tecnologias digitais. Falar de formas livres de criação, uso, modificação, consumo e reprodução de cultura passa por entender as maneiras de produzir e circular informação e cultura em períodos históricos como a Antiguidade, a Idade Média e a modernidade; considerar os mecanismos criados pelo direito ocidental para controlar (e restringir) a criação intelectual; perceber como invenções tecnológicas como a imprensa, o cinema, o rádio, a fotografia, os computadores e principalmente a internet têm grande importância na alteração de todos os aspectos da criação cultural.

Falar de cultura livre também é olhar para como foram sendo construídas as ideias de autoria, propriedade intelectual, original e cópia, sem esquecer das noções do Extremo Oriente e dos povos indígenas das Américas sobre esses assuntos; observar como pessoas, grupos e movimentos subverteram o status quo da criação e da circulação da cultura de suas épocas, em especial ao longo do século XX, e das implicações políticas de suas ações. Baseado em “A Cultura é Livre: Uma história da resistência antipropriedade”, de Leonardo Foletto, este minicurso busca aprofundar as dinâmicas da propriedade intelectual trabalhadas no livro.

Veja o resumo da primeira edição do curso abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top
Disque:

info@baixacultura.org
@baixacultura