A cultura livre em debate no Equador

cultura libre

Depois do Dia da Cultura Livre na Casa da Cultura Digital Porto Alegre e do Conexões Globais, a maratonade cultura digital & livre segue em Quito, Equador, no II Congreso Internacional Cultura Libre.

É a segunda edição de um evento importantíssimo que visa discutir a cultura livre na prática cotidiana de países de toda a América Latina. É organizado pela FLACSO (Faculdade Latino-americana de Ciências Sociais) do Equador, Radialistas (uma ONG que trabalha com rádio digital em Quito) e pela Unesco de Quito, com apoio do Ministério da Cultura do Equador.

A programação (mais abaixo) traz no primeiro dia uma série de debates e conferências sobre cultura livre e gestão cultural, e no 2º dia uma conversa mais focada em educação, cultura livre e recursos abertos. Há gente de longa história na área participando, como Antonio Pardo dos Hackativistas, da Espanha, um dos principais grupos de ativismo mundial, e Cristával Cobo, investigador do Instituto de Internet na Universidade de Oxford, que vai falar sobre livre acesso ao conhecimento – para citar apenas dois entre dezenas de pessoas interessantes que você pode ver aqui.

Estaremos nosostros do BaixaCultura falando sobre “Creación y difusión cultural en la era de las TIC” encerrando o 1º dia de evento – e depois é certo que faremos um relato pormenorizado do que aconteceu em Quito.

Segue a programação completa aqui abaixo. Algumas mesas do evento serão transmitidas por streaming, fica ligado no site do congresso.

TRIPTICO_FRENTE

 

Tags:, , , , , , ,

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *