Nova (velha) onda de ataques a blogs de download

E a indústria parece que não aprende. Depois de tirar da rede (por pouco tempo, claro) diversos blogs de download de música agora parece que a bola da vez são os de download de filmes. Nestes últimos meses, dois dos principais blogs para quem gosta de filme, digamos, mais alternativos aos “blockbusters” que o cinema nos empurra, foram tirados do ar sem muita explicação: Laranja Psicodélica e Cinema e Cultura.

Segundo a comunidade no Orkut do Laranja, “o espaço foi deletado pelo próprio sistema Blogger por motivos, até então, desconhecidos. Certamente pelo mesmo motivo que outros grandes blogs de downloads de filmes também o foram: censura“. A ação em questão ocorreu ali pelo dia 20 de setembro, cerca de 5 meses depois do Cinema Cultura ser deletado da mesma forma pelo Blogger – que foi o 1º sistema a realmente popularizar o blog, e que pertence ao Google desde 2003.

O que está por trás dessas eliminações sumárias de páginas e mais páginas de informações e links? Interesses da indústria do copyright, é claro. Há uma porção de gente cada vez mais afim de limar todos os links para download de conteúdo supostamente protegido por copyright da internet – em especial a toda-poderosa MPAA, nos Estados Unidos, e a APCM no Brasil, ambas parte de uma indústria da pesada que causa muita confusão boba. E que parte de uma utopia fiscalizatória que, em sua raiz, quer controlar toda a movimentação das pessoas na rede, uma ideia tão execrável quanto impossível.

Olha o exagero!

São casos parecidos ao que falamos por aqui, primeiro do Som Barato, depois do Um Que Tenha, Blog Del Topo e outros tantos,  blogs que disponibilizavam uma porção de conteúdo demais de bom – e que, vale lembrar, continuam fazendo isso, mostrando a total inutilidade dessas medidas. Nestes novos casos, há ainda uma preocupante tendência em tirar do ar primeiro, depois avisar – quando avisam.

Antes, no caso do Som Barato por exemplo, em 2008, o Google mandava primeiro uma notificação aos mantenedores dos blogs, em que justificavam a censura por conta do DMCA, uma lei dos Estados Unidos (!) que, dentre outras coisas, permite que detentores de direitos autorais solicitem aos provedores de serviços online que bloqueiem o acesso a conteúdos que violem direitos autorais ou os retirem de seus sistemas.

Copiar é pirataria?

Os recentes casos do Laranja Psicodélica e do Cinema Cultura são mais uma mostra do descompasso entre a realidade e as leis que regulam a sociedade. Descompasso que coloca zilhões de pessoas na ilegalidade por compartilhar conteúdo, além de criminalizar os próprios consumidores que financiam a Indústria Cultural, no maior tiro no pé que ela deu e continua a dar em sua história.

Antes de terminar esse post por aqui, uma ressalva necessária: se você é autor, de qualquer obra intelectual que seja, você precisa ser protegido de alguma forma. O que discutimos é que, ao ignorarem ou corroborarem tais ações de um defensor de interesses de monopólio, as autoridades que regulam estão nitidamente protegendo alguns poucos, que podem ter um controle sobre a cultura de uma forma que jamais se teve em outro momento histórico.

P.s: O Cinema Cultura e o Laranja Psicodélica já voltaram a rede, neste (Cinema) e neste (Laranja) endereços. Mas não espalhem, ok?

Créditos fotos: 1,2

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Nelson Góes


    10th outubro 2011

    Pessoas dedicam horas preciosas do seu tempo reunindo material cultural desprezado pelos que se consideram os guardiões da produção artística. É evidente que a indústria artística só tem a ganhar com a manutenção de produções consideradas economicamente inviáveis. É uma propaganda praticamente gratuita, tendo somente que reconhecer igualmente válido o espaço para as produções lucrativas. Talvez alguns mais precipitados entendam que essa liberação implique em perda de lucros, mas olhando para uma estante lotada de temporadas que nunca tiveram o plástico que envolve as suas caixas arrancados, sou levado a crer que esses putos ganharam muita grana comigo, mesmo insistindo em me considerar um criminoso.

    Eu sou do tempo da fita K-7, época na qual a divulgação informal da arte não era considerada um bicho papão. Imagino quanta grana ou quantos fãs o Rock´n Roll teria deixado de ganhar se não fossem as benditas fitas.

    São incapazes de diferenciar um movimento autêntico de um oportunista. Para mim resta claro que o artista só tem a ganhar com essa prática, e que pirataria é querer fazer fortuna com coisa alheia. Eu posso até ser associado à pirataria quando compro uma dessas cópias “informais”, mas acho duro compreender como o compartilhamento de arquivos com mero intuito de divulgar conhecimento possa ser algo condenável.

    Excelente blog.

  • PseudgeBrulse


    7th agosto 2012

    Всем привет! Хотел похвалить Ваш сайт. Мне здесь очень понравилось.

  • Você tem um site baixacultura.org muito grande, Glad notei isso através do Yahoo . abraço!

  • Visit Website


    3rd dezembro 2015

    Freshology provides calorie-controlled, low-carb, high-protein, all-natural gourmet meals delivered straight to your front door.

  • geringster Preis


    10th janeiro 2016

    Doch die Zeiten, denen es für dich schwer war einen VIP kennenzulernen oder als VIP einen Partner für das Leben zu finden sind nun vorbei.

  • form


    29th janeiro 2016

    real estate ca

  • Quelle


    30th janeiro 2016

    – Toll, meinst Du, Deine Frau hätte heute Zeit für mich?