Notícias do Front Baixacultural (2)

worldwar2

Expecionalmente (mesmo) hoje, uma quarta-feira.

Do lado de cá

_ A Indústria do P2P apoiou Obama. Mas será que Obama apoia a P2P? (Remixtures, quarta 5/11)

Obama recebeu apoio financeiro de diversas pessoas envolvidas diretamente com o P2P.  Apoio de não mais de $1000, mas que não deixa de ser apoio. Isso, somado ao fato de Obama ter sido o presidente que melhor entende a lógica da web nos últimos tempos, pode indicar que Obama irá apoiar a P2P? Infelizmente, nada indica para esse lado, pelo contrário: Joe Biden, o vice do novo presidente, é um inimigo declarado do P2P e amigo conhecido da RIAA, a patrulha dos direitos autorais dos EUA. Mas seria por demais interessante ter um “cabo eleitoral” do P2P alguém com o poder e o respeito de Obama, hein?

.

_ TV Cultura licencia em Creative Commons programa Roda Viva com Jimmy Wales (Cultura Livre, semana passada)

O Roda Viva licensiou em Creative Commons o programa onde o entrevistado é Jimmy Wales, o criador da Wikipédia. É uma iniciativa pequena, mas que pode indicar um bom começo. Ainda mais sendo o Roda Viva um dos programas da TV brasileira que mais está sabendo se adaptar à rede, haja vista o recente uso do Twitter durante o programa.

.

_ São Paulo vai publicar documentos da ditadura na internet (IDG Now, quarta 12/11)

Arquivo Público de São Paulo pretende colocar à disposição do público na internet os registros documentais do período da ditadura. Uma iniciativa a servir de exemplo para o restante do país.

.

_ Youtube fecha acordo com MGM para exibir seriados e filmes online (IDG Now, segunda 10/11) e Youtube será cinema (Tiago Dória, quinta 6/11)

A primeira notícia trata da parceria com a MGM pretende exibir filmes e séries do estúdio. Já foram criados dois canais no Youtube: “Impact” será usado para transmitir, em streaming, filmes de ação (?), e “American Gladiator” vai exibir episódios completos da primeira temporada do seriado (alguém conhece isso??).]

Já a segunda fala que essa ação da primeira notícia, junto com outras quantas, é parte de uma estratégia do Youtube de passar a disponibilizar filmes completos. Isso porque, segundo consta, o Youtube tá com medo da concorrência do Hulu, que apesar de ser bem menos acessado, rende mais em publicidade que o Youtube. O ruim disso é que, provavelmente, estes filmes estarão bloqueados para usuários não-residentes nos EUA…

.

MTV cria site de exibição de clipes (Baixa Cultura, quarta 12/11)

Inacreditável: a MTV tocará música. A filial americana finalmente resolveu digitalizar seu acervo de videoclipes (não todos, mas algo perto de 22 mil) e disponibilizar no endereço MTVmusic.com. Claro que há diversos clipes que só usuários americanos podem ver, mas, ainda assim, o acervo que nós pobres sulistas do mundo podemos ver é deveras interessante. Como diriam todos, antes tarde do que nunca – ou, como diria outros, o que não faz a concorrência…

[Leonardo Foletto]

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *